Entendendo as Permissões de Arquivos no GNU/Linux

Cada sistema operacional possui características próprias e o entendimento de seu funcionamento permite que o usuário personalize o sistema de acordo com as suas necessidades. O grau de personalização depende é claro das características do sistema operacional utilizado.

Dentre as várias características existentes em cada sistema operacional, as permissões de acesso estão entre as mais importantes. Um simples atributo de arquivo pode significar proteger uma senha ou permitir que todos os usuários do sistema possam lê-la.

O Linux utiliza um esquema de permissões de acesso bastante simples, baseado basicamente em dono, grupo e outros, definindo assim que é o dono do arquivo (quem o criou), o grupo do arquivo e o que os demais usuários do sistema podem fazer com o arquivo. É sem dúvida um esquema bastante simples, herdado do sistema operacional Unix mas que, mesmo sendo simples, possui algumas características que podem confundir um pouco o usuário menos experiente, como é o caso dos bits SUID, SGID e Sticky. Entender a função e funcionamento destes atributos é essencial para uma boa administração do sistema, podendo inclusive ser utilizado para melhorar alguns aspectos de segurança do sistema operacional.

Baixe o artigo AQUI.