Feliz 2015

Finalmente consegui reativar o site.

Pelo que sofri desde o dia 16/12/2014 até hoje, 02/01/2015, as alterações foram poucas e simples: foi alterado o acesso via SSH. Trocaram o nome do servidor de acesso via SSH, mas esqueceram de me avisar. Enfim, o cliente sempre em primeiro lugar…

Limitaram o acesso via SSH a uma conexão (fato), apesar do suporte afirmar que são permitidas 3 conexões simultâneas. Hoje, 02/01/2015, até que consigo 3 conexões simultâneas, mas às vezes pára e não consigo nenhum por longos minutos…

O servidor que uso para acesso via SSH é praticamente um bloco de gelo no meio do nada: não dá para acessar nada da Internet a partir dele. Muito legal. E o melhor: a partir dele não é possível acessar nem o servdirode banco de dados do meu domínio. Pois é. E eu usava o acesso via SSH para atualizar meu site e também para executar alguns scrits de backup automatizado. Agora, não consigo fazer backup da base de dados do meu site. Bacana, né? Reclamei muito, e depois de vários dias, recebi como resposta ao chamado que eu deveria usar o PHPMyAdmin para fazer o backup da base de dados. Acho que o cara que elaborou esta reestruturação deve ser um imbecil que acha que o mundo todo gosta de ficar clicando em ícones para executar as tarefas básicas. Acho que ele não sabe que administradotres de sistema gostam de automatizar as tarefas…

Até tentei explicar isto para eles, mas não conseguiram entender nada…

O tempo de inatividade do console é algo em torno de 2 minutos. Ou seja, se eu estiver acessando o sistema e parar para tomar uma água, a conexão irá cair por inatividade. Ah, e pode ser que eu não consiga mais conectar por alguns minitos, pois o servidor rejeita a conexão por “limit de acessos atingidos”.

Sempre acessei meus repositórios de argtigos e projetos particulres usando o GIT via SSH. E isto sempre funcionou, pelo menos até o dia 16/12. Com a reestruturação, parou de funcionar. Já abri vários chamados, mas de nada adiantou.

Comecei a pedir ajuda através do chat. Mas eles não podem fazer nada: só olham se você pagou a conta…

Depois, abri um chamado com vários problemas. Recebi uma resposta para o primeiro problema que indicava um tutorial que não tinha relação com meu problema. Reclamei. Telefonei para o suporte. Nada. Aprendi: é melhor colocar um problema por chamado. Ledo engano: nenhu deles foi atendido.

Abri um chamado pára solicitar informações sobre os chamados abertos. Aguardei 24 horas, como de costume (rápido, não?) e recebi uma resposta: o técnico me disse que era para eu encerrar os chamados, pois chamados simultâneos atrapalham o atendimento. Fiquei perplexo e disse: “Mas eu só abri um chamado para perguntar como estavam os outros 2 chamados porque o sistema de chamados não permite nenhuma interação fora de ordem, isto é, eu abro o chamado, tenho que esperar o técnico responder para eu poder perguntar novamente. Ou seja: você interage na sua vez e depois, reze para alguém do suporte responder, pois você não pode inserir nenhuma nova informação no chamado até que isto ocorra. Deve ser padrão Brasil. Até a L*****, que não é lá esssas coisas possui um sistema de chamados melhor que esta merda. Oops, eu tinha prometido que não ia citar nomes. Ah, eu uso o U**h***.

Justiça seja feita: desde 2008 que tenho esta hospedagem e nunca tive problemas. No entanto, costumo dizer que só posso avaliar um serviço a partir de dois conceitos: primeiro: se ele funciona e faz o que promete e, segundo, se quando ocorrerem problemas, e eles são inevitáveis na área de tecnologia, o suporte for rápido e eficiente. Então, em função dos problemas que tive e ainda estou enfrentando e a “rapidez” do atandimento e solução dos problemas, posso dizer que o suporte deste provedor de hospedagem é uma porcaria.

Bem, parece que consegui consertar o site, porque na atualização, parece que o servidor Web (Apache, segundo o técnico que me atendeu por telefone) foi compilado com alterações feitas pelo provedor e a pasta do site foi trocada. Aí, tive alguns problemas, mas parece que agora está funcionando…

O que eu aprendi com isso? Meu próximo site não usará banco de dados (não publico quase nada mesmo), nunca mais recomendarei este provedor (vou ficar sem opções, mas fazer o quê?) e, por fim, o setor de servços no Brasil é uma porcaria mesmo: ele deve se espelhar nos serviços prestados pelo governo!

Update 1: (2015-01-08) O provedor de hospedagem resolveu voltar minha hospedagem para a plataforma antiga. Isto é que eu chamo de testar bem antes de entregar. Parece até uma empresa que conheço…

Ainda bem que foram poucos dias: não deu nem um mês de problemas. Isto é Brasil.

Fui.