Gnome3: adicionar script no login

Quando precisamos adicionar um programa na inicialização do ambiente do usuário no Gnome3, é bem simples adicioná-lo usando um aplicativo de controle, como o Gnome Tweak. O problema fica mais chato quando queremos adicionar, por exemplo, um script particular, que não foi instalado no sistema seguindo os mecanismos padrões de instalação, isto é, você criou um programa ou script e simplesmente quer que ele seja iniciado sempre que você fizer o login no sistema.

Bem, para estes caso, o Gnome Tweak não serve (ainda), porque ele só oferece a opção de adicionar uma aplicação padrão do sistema (ou, ao menos, que tenha sido instalada e que apareça no menu de aplicações do sistema).

Mas, sempre há uma forma, ainda mais quando falamos de Linux.

Uma forma relativamente simples é criar diretamente o arquivo de atalho da aplicação no diretório:

${HOME}/.config/autostart

Por exemplo, vamos supor que escrevemos uma aplicação, que vamos chamar logonscript.sh, que está localizada em /home/usuario/bin/logonscript.sh”. Vamos supor também que o usuário deseje que esta aplicação seja executada sempre que ele fizer o *logon no Gnome (isto não funcionará se o acesso for remoto ou diretamente no console do sistema).

Seguindo o cenário, o usuário deve criar o arquivo /home/usuario/.config/autostart/logonscript.desktop:

cd
cd .config/autostart
vim logonscript.desktop

Neste arquivo, adicione a seção [Desktop Entry] e adicione os seguintes parâmetros:

[Desktop Entry]
Name=LogonScript
GenericName=Mount all rmote volumes
Comment=Simple mount
Exec=/home/usuario/bin/logonscript.sh
Terminal=false
Type=Application
X-GNOME-Autostart-enabled=true

Obviamente, substitua a palavra “usuário” pelo nome da conta do usuário em questão, e faça os ajustes nos parâmetros conforme suas necessidades.

Pronto, no próximo login no Gnome3 o programa será executado.

Além disso, ele também será mostrado no painel do utilitário Gnome Tweak.

Nem é tão trabalhoso assim e, o melhor, permite que seja entendido como as coisas funcionam no Gnome.

Até mais,

Marião